domingo, 5 de abril de 2009

Da série "Notícias Fabulosas e Fabulares"

Casal come fruto proibido e é expulso de jardim

Homem e mulher disseram que serpente influenciou ato de desobediência

Por João Paulo da Silva, direto do Jardim do Éden

Na tarde de ontem, uma cena inusitada chamou a atenção dos habitantes do famoso Jardim do Éden, localizado nas proximidades do Reino dos Céus. Adão da Silva, 23, e Eva da Costa, 22, foram expulsos do lugar por terem comido o fruto proibido da árvore do Bem e do Mal. O casal disse que o ato de desobediência foi influenciado por uma serpente.

O proprietário do jardim, Jeová dos Santos, informou que Adão e Eva sabiam da proibição, e mesmo assim resolveram burlar a ordem. “Eu avisei a eles. Eu disse que poderiam comer qualquer fruto do Jardim do Éden, menos o que nasce na árvore do Bem e do Mal. Como me desobedeceram, foram expulsos.”, disse Jeová.

De acordo com o casal, a confusão toda foi criada por uma serpente que também habitava o jardim. A víbora teria influenciado Eva a provar o fruto proibido. “Ela me disse que se eu provasse o fruto, ficaria mais sábia do que o dono do jardim. Eu provei e ainda dei um pedaço a Adão. Aí deu no que deu, né? Fomos castigados”, contou Eva.

A serpente foi procurada por nossa reportagem, mas se recusou a comentar o caso. Disse apenas que não falaria com a imprensa antes de conversar com um advogado. Ela também recebeu um castigo do dono da propriedade. A víbora foi condenada a se arrastar no chão pelo resto da vida.

Após desobedecerem à ordem, Adão e Eva ficaram envergonhados e ainda tentaram se esconder atrás de uma moita. Mas foram localizados rapidamente pelo proprietário do Jardim do Éden, que não perdeu tempo e expulsou logo o casal.

Segundo Jeová dos Santos, o ato de desobediência vai custar muito caro para o casal. “Eles nunca mais poderão voltar ao jardim, que é um verdadeiro paraíso. Além disso, a partir de agora, vão ter que trabalhar se quiserem comer. Acabou a mamata.”, informou o dono do jardim.

Com a expulsão do paraíso, os dois jovens já pensam em construir um barraco na periferia do Jardim do Éden e começar uma criação de gado. Eles reconhecem a gravidade do próprio erro e se dizem arrependidos. “Nós sabemos que nossa atitude foi impensada e que vai trazer consequências para todo mundo.”, lamentou Adão.

O advogado de Adão e Eva, Judas Tadeu das Causas Impossíveis, avisou que vai interceder por eles junto ao dono da propriedade para tentar amenizar a condenação. “O erro foi grave. Mas eu quero conversar com o Seu Jeová pra ver se consigo aliviar a pena. Vou propor que Adão e Eva frequentem o paraíso pelo menos nos finais de semana.”, adiantou o advogado.

13 comentários:

Isolda disse...

Jornalisticamente genial, cara... Parabéns, jornalista!

E beijos.
Isolda.

DV disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

muita onda! só tu mesmo pra inventar um negócio desses!

o melhor de tudo: o nome do dono, Jeová dos Santos. E Judas Tadeu! :P

Te amo coisa linda! Parabéns e beijooo

Bruno MGR disse...

Jeová dos Santos, realmente foi o melhor. kkkkkkkkk
Muito bom, João, como sempre.
Abração!

Estêvão dos Anjos disse...

uahuahauhauha

Muita onda :p

Anderson Santos disse...

Muito bom o texto!!!!!

Janine disse...

Concordo com o Bruno o Jeová dos Santos ficou ótimo! Sim, quanto a localização do jardim, axo que fica nas proximidades dos rios Tigre e Eufrates.
Ficou Xou mesmo Jão


P.S.
KD meu docinho?!

Paulinha Felix disse...

Que moral!!!!!!!!!

Nunca tinha imaginado esta notícia! Quero te parabenizar pelo blog e pelas investidas como articulista! Sinto q vc será o nosso Veríssimo!!!

E fiquei tão feliz hj: pela primeira vez, vc comentou no meu blog!! Foi emocionante!!!!!!

Bjão!

Lívia disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk! "Acabou a mamata!" (Bolinha mode on).

Capitu. disse...

ahahahaha muito bom!
claro que não podia faltar o centrista, né?
pimba, o advogado! genial...

Agora entendi porque o fruto era proibido... putz, era propriedade privada!
uma delícia de ler!

beijos
raíza, bahia (lembra? do curso lá de Recife)

Capitu. disse...

te linkei lá no meu blog!
beijos

Acássia Deliê disse...

Ê, João! Boa sátira com nosso jornalismo ;)

Anita disse...

O fim, realmente, foi muito bom. :}
Parabéns pelo blog!

Anita disse...

O fim, realmente, foi muito bom. :}
Parabéns pelo blog!