terça-feira, 17 de novembro de 2009

2012

Por João Paulo da Silva

O mundo já tem data para acabar. Pois é. De novo. Agora, nosso encontro “definitivo” com o apocalipse está marcado para o dia 21 de dezembro de 2012. Entretanto, agendar o fim do mundo nunca foi o forte da raça humana. Entre loucuras religiosas e mirabolantes teses cientificas, inúmeras profecias já foram traçadas. Nenhuma delas, porém, vingou. Só que desta vez parece que a coisa é um pouco diferente.

O mais novo Armageddon está amparado pelo admirável calendário da civilização maia. E de onde se tirou mais esta ideia do fim? Levando em consideração que a contagem dos dias e das noites no calendário maia se encerra em 21 de dezembro de 2012, os trombeteiros do apocalipse concluíram que, depois desta data, não haverá mais nada para contar. Simples assim. E qual é o argumento incontornável para esta tese? Por serem profundos conhecedores de astronomia, os maias não poderiam estar errados ao encerrarem suas contas no referido ano. Os maias são os maias, pô.

A paranoia do fim do mundo já nos rendeu muitas decepções, estão aí os lunáticos de seitas apocalípticas que não me deixam mentir. Entretanto, ao longo do tempo, a catástrofe final rendeu algo um pouco mais valioso para um punhado de gente: dólares, muitos dólares. As tragédias do apocalipse geraram e ainda geram, a cada novo filme, uma fortuna para Hollywood. Mas não é só isso. 

Nos EUA, já existem lojas vendendo bugigangas para o fim dos tempos. Tem de tudo. Desde pastilhas purificadoras de água até potes de magnésio, que servem para fazer fogo. Quer dizer, tudo bem que o mundo acabe. Mas até lá a gente vai ganhando uma graninha. É como aquela história do capitalista condenado à forca. Antes da execução, o desgraçado ainda vendeu para seus carrascos a corda que o enforcaria.

Contudo, há um aspecto que me deixou boquiaberto, tamanha a insanidade do fato. No sul da Espanha, estão construindo habitações de cimento, a uns 2000 metros acima do nível do mar, capazes de suportar o sacolejo final do planeta. E o pior: apenas 5000 pessoas serão levadas para estes refúgios. E eu nem preciso dizer a que classe social esses privilegiados pertencem.

Bom, só que eu tenho um plano. Quando o sol raiar normalmente no dia 22 de dezembro de 2012 e a burguesia que se trancafiou nos esconderijos do sul da Espanha notar que o mundo não acabou, nós, pobres, aqui do lado de fora, não abriremos as portas para os parasitas. Os deixaremos lá, trancados. E assim, finalmente, nos veremos livres de um verdadeiro problema.

7 comentários:

Anderson Santos disse...

Muito bom, João. Alguém já parou para pensar se os maias pararam o calendário em 2012 porque cansaram? Ou porque os espanhois não deram tempo para que eles continuassem?

Outra, quem garante que o planeta não pode explodir e esses refúgios não sejam destruídos? É muita vontade para gerar roteiros par Hollywood...

Isolda Herculano disse...

Eu fui uma das que enriqueceu mais um pouco o apocalipse capitalista. Assisti semana passada ao filme 2012 – confesso uma queda pela ficção científica. Bem, lá, na telona, o ingresso para uma arca super-hiper-mega protegida contra impactos catastróficos custa a bagatela de 2bi. De euros.

Como diz uma amiga minha: dá pra tu? (Risos)

Enfim vivamos. E danem-se os maias, os calendários e os evangelhos.

Abraço.
Isolda.

Estêvão dos Anjos disse...

Essa galera que fica falando mal dos maiais... sei não...
po, eu soube que até o filme é uma merda hahaha
eu n tenho a coragem da Isolda de ir ver... Enfim, acho que temos mais uma data pro nosso calendário :D

Salomão Miranda disse...

Quando eu era criança, dizia-se que o mundo ia acabar em 2000.

Ah, e não teve o apagão no Brasil? Dizem que foi estratégia de marketing pra o lançamento do filme 2012.

Como diria a amiga da Isolda: dá pra tu?

Abraço ao cronista e aos comentadores deste blog.

Dora disse...

Aê João...no vestibular optei pelo estilo cronica e relateiii sobre a faturaçao hollywoodiana...
Bem q esse papo de destruiçao sempre rendeu uma grana preta e como as coisas estao dificeis...
Se o vestii nao vingá cara...tah ake mais uma profetiza apocaliptica...
kkkkkkkkkkkkkk
Bjaoooo*

Antônio Lídio Gomes disse...

João, estou te seguindo.
Mas cá entre nós: O que será que Hollywood tem contra a gente? Coisas do Obama?
Afinal eles passaram por tantas destruições, seja na vida real, seja na ficção, mas os EUA e seus heróis, estavam com as cartas na manga para enfrentar seus inimigos. Quando não muito, apelavam para a liga dos heróis, ou o Superman!
Os japoneses traumatizados com seus monstros, sempre apelavam para Nacional Kid, ou Ultramen...
Mas, e nós os brazukas tupiniquins? Quem poderá nos defender?
Os Filhos do Brasil?

Marcus Felipe disse...

Acho o que você escreveu ótimo, mas, todos os dias penso: será que as pessoas estão sempre dizendo que 21 de dezembro de 2012 é mentira só porque não querem isso ou estão com medo?
Estudo muito sobre isso pelos meus calculos existem 0,19% de chances nao so por videos mas pelas opinioes de pessoas, enfim, veremos se não acontecer (provavelmente) não vai mesmo, diremos estão vendo pessoas que nos enchem de fantasia ja existiram 9 profecias que disseram que iam acontecer, aconteceram? NÃO. Se puder me adicione ou/e responda pensam que sou adulto mas tenho apenas 13 anos.
Obrigado.